voltar

NOTÍCIAS & ARTIGOS

Tanto se fala em diversidade, mas de fato há inclusão?

Tanto se fala em diversidade, mas de fato há inclusão?

Tanto se fala em diversidade, mas de fato há inclusão?
Saiba a importância das empresas praticarem o que pregam.

OUT | 2021

Tanto se fala em diversidade, mas de fato há inclusão?
Saiba a importância das empresas praticarem o que pregam.

Por Danielle Melo, Coordenadora de Planejamento

 

A começar, embora seja tendência, os assuntos relacionados a diversidade e inclusão não devem ser abordados como modismos passageiros. A temática tem história, dados e fatos que impactam stakeholders e logo todos os envolvidos na organização. É preciso conhecimento e consciência, principalmente daquilo que não faz parte da realidade da totalidade, para então colocar em prática. Portanto, vamos entender seus conceitos e aplicabilidades.

DIVERSIDADE
O conceito diz respeito à multiplicidade de pessoas, que são diversas, diferentes e que estão em constantes mudanças e variações. Comumente é identificada pela demografia – idade, gênero, etnia, estado civil, renda, educação, profissão etc. Porém, a diversidade é mais que dados quantitativos, ela acaba sendo qualitativa nos sentidos: cognitivo, como cada um lida com problemas e questões e como isso se reflete sobre as situações; e experiencial, como experiências ao longo da vida moldam o emocional – afinidades, hobbies e skills. Portanto, trata-se de representatividade, principalmente das minorias.

REPRESENTATIVIDADE
Quando se fala de representatividade, fala-se do reconhecimento das minorias sociais em políticas, relações e espaços públicos como, por exemplo, no acesso à educação, representantes políticos, cargos empresariais relevantes, ambientes e posições sociais em geral. O conceito está relacionado à questão da igualdade, que mais tem a ver com equidade.

(Fonte: Inquietações Pedagógicas - Acessado em Outubro de 2021).

EQUIDADE
Está intrínseca, ou deveria estar, na busca pela tal igualdade, o que quer dizer que trata-se do equilíbrio das desigualdades sociais. Equidade requer adaptabilidade para que as diferenças individuais sejam niveladas de forma com que todos e todas tenham igualdade de direitos e garantias, assim como consta na Constituição Federal.

INCLUSÃO
O conceito corporativo diz respeito ao ato de criar ambientes nos quais as pessoas diversas possam pertencer, ser e prosperar como são. Trata-se de ação de acessibilidade e estratégia para incluir e garantir oportunidades justas e iguais a todas as pessoas, sem distinções. O intuito é a necessidade de normalizar/naturalizar essa prática, na prática, na sociedade como um todo. Trata-se de uma mudança cultural e comportamental que, acima de tudo, precisa ser fundamentada no respeito.

DIVERSIDADE E INCLUSÃO
Desse modo, nas organizações, ambos os conceitos só fazem sentido juntos se contextualizarem essas pessoas e ambientes, da teoria à prática.

Na prática, diversidade e inclusão também dizem respeito à comunicação não violenta, destacando o respeito e a empatia, assim como aos pilares de ESG (Environmental/Ambiental, Social e Governança) especialmente no que tangem assets de responsabilidade social e vigência de políticas e princípios para a sustentabilidade corporativa

Por: Danielle Melo.
Em: 16/09/2021.

Inspire-se e repense com a gente.

Receba os nossos artigos, novidades
e campanhas no seu e-mail e celular.

Enviado! E-mail cadastrado com sucesso!

Erro! Cadastro não realizado, tente novamente mais tarde.

De acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, este site utiliza cookies e dados pessoais para aprimorar a sua navegação. Ao continuar, você declara estar ciente dessas condições.